Bruxelas

Acreditem, ou não, as últimas semanas foram super corridas (entre festas, amigos e bastante trabalho). Mas, finalmente, aqui vai mais um post. Desta vez a lista traz as #16RazõesPara você visitar Bruxelas:

1 – Eles tem o melhor chocolate do mundo!

2 – Eles tem as melhores cervejas do mundo! (Depois desses dois primeiros pontos, nem precisava continuar :P).

3 – Porque foi lá que eles inventaram o Tintin e os Smurfs.

4 – A Grand Place é considerada uma das 3 praças mais bonitas da Europa.

5 – O bar Delirium tem mais de 2,5 mil tipos de cerveja (até a última contagem oficial, que o pôs no Guiness Book – O livro dos recordes).

6 – Apenas com o seu dedo mindinho você pode indicar para o garçom/bartender que quer a cerveja mais barata do bar (aliás, este deveria ser um gesto internacional!).

7 – Em Bruxelas também existe um Arco do Triunfo, que é tão bonito quanto o de Paris, porém não muito bem localizado (fica bem longe das principais atrações da cidade).

8 – Porque é maneiro poder tirar uma foto ao lado de um átomo gigante (a construção é impressionante e intrigante).

9 – Eles também tem uma catedral que parece a Notre Dame de Paris.

10 – Você consegue encontrar um tour gratuito em inglês e espanhol super descontraído, que parte todos os dias da praça central.

11 – O mesmo pessoal que organiza os tours também desenvolveu um dos mapas mais legais que já vi. Nele você encontra dicas de lugares pra visitar e coisas pra comer que só quem mora na cidade conhece.

12 – O famoso “Manneken Pis” é uma pequena grande atração turística da cidade. O menino que “faz xixi” recebe roupas novas a cada visita de importantes “dirigentes” internacionais.

13 – Os belgas parecem ser muito nacionalistas. Você encontra enormes bandeiras espalhadas por todos os lados.

14 – Uma das cidades mais bem preparadas para quem usa a bicicleta como meio de transporte. Fiquei bastante surpreendido e até resolvi alugar uma bike pra dar umas voltas.

15 – Eles tem as melhores batatas fritas do mundo. Aliás, eles acham inclusive que o nome em inglês deveria ser “Belgium Fries” e não “French Fries” (eu concordo!).

16 – Além da batata frita, comi esse super sanduíche com 2 hamburgueres (um ao lado do outro), com salada, molho picante e batata frita de recheio, tudo numa mega baguete! 🙂

Pontos negativos:

Pois é, resolvi listar também alguns pontos negativos da cidade neste post. Adorei Bruxelas, mas acho importante falar desse outro lado também:

  • Cheguei por volta da uma da manhã na estação central e tudo já estava fechado. Parecia uma estação fantasma. Quando saí de lá, percebi que tinha um monte de moradores de rua (bêbados e drogados) e os transportes públicos já estavam fora de circulação. A solução foi rachar um taxi com um italiano desconhecido, que também estava chegando na cidade (a pé, nem pensar..).
  • No centro da cidade tive o mesmo desconforto. Não é uma dessas cidades europeias onde você se sente super seguro. Não curti a galera parada nas esquinas encarando o povo. No próprio hostel tinham placas dizendo para tomar cuidado com câmeras fotográficas e objetos pessoais (não tão comum de se ver na Europa).
  • O Aeroporto Charleroi é super longe do centro da cidade. Pelo menos 45 minutos de ônibus. No guia de turismo estava escrito que se meu vôo partia de lá, o ideal era sair de Bruxelas 3 horas antes. O.o 
  • É uma cidade um pouco cara. Uma noite no hostel, por exemplo, custou por volta de 25 euros (dividindo quarto com mais 7 pessoas), enquanto em outras cidades não teria pagado mais do que 15.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *